Tangará da Serra/MT, 24 de Abril de 2019

Facebook

NOTÍCIAS sábado, 23 de Março de 2019, 07h:34 | - A | + A

RIBEIRÃO CASCALHEIRA

Investigadora é sequestrada e executada por bandidos

Por: Gazeta Digital

João Vieira/GD

Investigadora da Polícia Civil foi assassinada à tiros na noite desta sexta-feira (22), em Ribeirão Cascalheira (900 km a leste de Cuiabá). Márcia Regia de Matos Silva, 59, foi atingida por disparo no rosto após ter sido sequestrada em sua chácara na zona rural da cidade. Os suspeitos levaram a arma da policial e são procurados. 

 

A vítima estava com o marido quando foram rendidos por dois homens armados, usando capacete e camisa de manga comprida, segundo informações da Polícia Militar. Ao descobrirem que a mulher era policial, os bandidos decidiram levar ela e o carro Fiat Strada preto da vítima. O marido foi deixado amarrado na casa. 

 

Horas depois a polícia encontrou o veículo abandonado em uma estrada à 8 km do Centro da cidade. Nas proximidades também estava o corpo de Márcia Regia.

 

Rondas são feitas para locailizar os suspeito, de pele morena, magros, sendo um alto e outro de baixa estatura. Eles roubaram arma da vítima. 

 

O caso é investigado pela Polícia Civil de Ribeirão Cascalheira. 

IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Maria Irene - 24/03/2019

Meu Deus acho um absurdo, pois nem os nossos polícias tem segurança e, nós como ficamos? Esse código penal precisa ser mudado e logo, pois esses marginais sabem onde cada policiais residem e hagem sem piedade e, se um policial mata um marginal desse,ou uma família que recebe uma visita desse em casa e mata um desses marginais aínda tem que responder para a justiça e se for policiais responde pelos seus atos, onde Vamos parar com essas impunidades. Essa policial trabalha para defender a sociedade, mas quem defende ela e tantos outros. Ao vêr essa reportagem senti muito triste, pois não a conheço, mas também sou mãe e sei o quanto é dolorido perder alguém quê tiraram de sua casa para mata-la. Nossos governantes responsáveis pela justiça precisam pôr a mão na consciência e rever essas penas absurda que só favorece os marginais, todos os dias assistirmos assassinatos e não vemos punições aos marginais, precisa num casos desses a pena maior, perpétua.

1 comentários

1 de 1